FILHOS DO VARRE ESTRADA
São Felix
(75) 34383172
(75) 88376239

O nome do grupo refere-se a um bairro do município de São Felix, onde está situado o espaço provisório do grupo à rua popularmente chamada de "135”. É neste local onde o Samba Filhos do Varre Estrada realiza seus ensaios abertos. O grupo já foi denominado Filhos de Ogum, pela sua data de fundação, Ogum é um orixá do candomblé que no catolicismo é associado a Santo Antonio. Através de um consenso entre os componentes do grupo recebeu a atual denominação de Filhos do Varre Estrada.

O grupo é constituído por treze homens e participa de apresentações do calendário festivo local e de cidades vizinhas. A exemplo dos festejos comemorativos de Senhor São Félix, Santa Bárbara, na Boa Morte (Cachoeira), Senhor do Bonfim (Muritiba) e demais localidades. S. Geninho teve sete filhos, dentre os quais, dois são tocadores do grupo. Além de coordenador e puxador, aos 72 anos de idade, S. Eugênio é o único componente que está presente desde a fundação do Samba de Roda. Compositor de algumas letras o sambador diz que o Samba de Roda está no sangue, e que o aprendizado da música tradicional ocorrera quando criança juntamente com sua família, principalmente com os mais velhos. Dentre outras modalidades de samba, ele conhece o Samba Chula, porém os tipos tocados em seu samba de roda são o corrido e o "Cadenciado” também chamado de "Barravento”.

Para S. Geninho, o samba é quase tudo em sua vida e a consagração da manifestação como Obra Prima do Patrimônio Oral e Imaterial da Humanidade valorizou e deu mais reconhecimento a manifestação.

 

Listar todos associados

créditos - login