No dia 25, a Bahia é do Samba de Roda
Publicada em 22-11-2011

O III Encontro com os Mestres na Casa do Samba de Santo Amaro, sede da Associação dos Sambadores e Sambadeiras do Estado da Bahia (Asseba) abre, às 9h do dia 23/11, a programação que comemora sete anos da concessão do título de Obra Prima do Patrimônio Oral e Imaterial da Humanidade ao samba de roda do recôncavo da Bahia pela UNESCO.

No dia 25 de Novembro, data em que a UNESCO fez o seu pronunciamento, é comemorado o Dia do Samba de Roda.

Justamente por isso, Seu Aloísio, Dona Ana Moreira do Rosário, Dona Fiita, Seu Paião, Seu Gilson, Dona Ana Olga Freitas, Seu Roque de Lima e Mestre Nelito abrirão a programação festiva. Para o coordenador do Projeto Pontão do Samba, Rosildo do Rosário, "mais do que um ritmo, o Samba é uma manifestação cultural e cada um desses nomes guarda décadas de história. São sambadores e sambadeiras, verdadeiros guardiões do Samba de Roda”.

A Associação dos Sambadores e Sambadeiras do Estado da Bahia (Asseba) surgiu durante o processo de valorização do samba de roda baiano a partir da mobilização gerada por pesquisadores, sambadores, estudiosos e de instituições como o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Programação da Rede do Samba:

A Casa do Samba deAntônio Cardoso, realizará atividades na sede do município e em dois distritos. A partir das 14h,serão realizadas palestras sobre samba de roda e consciência negra, no Colégio ACM, sede. Ao mesmo tempo, no distrito de Estevão Velho, das 9 às 17h acontecerão oficinas de samba de roda com Mestre Luis e Meninos da Quixabeira, além de uma Exposição de fotos (local: Centro Educacional professor fernado barreiro Dantas).No distrito de Poço o grupo Raízes Culturais de Poços comandado por Mestra Raimunda fará apresentação pública, a partir das 21h.

Em Cachoeira, o Samba de Roda Filhos da Barragem realiza apresentações em comunidades locais. A programação inclui ainda a exibição do documentário "O diário de Naná", com a presença dos mestres D. Dalva do Samba de Roda, Gaiacu Luiza, Antonio Vieira e D. Edith do Prato. Dia25/11, 19h, Casa do Samba de Roda de D. Dalva, Rua Ana Néri, Nº 19, Centro Cachoeira

Os grupos Raízes da Pindoba, Filhos das Lajes e Coisas de Berimbau se apresentam na Casa do Samba Mestre Domingos Saul, em Conceição do Jacuípe,dia25/11, 16h, R. Teodoro Sampaio, s/n.

Uma Palestrasobre samba de roda e ConsciênciaNegra, às 19h, abre a noitefestivana comunidade da Matinha, distrito de Feira de Santana. Para manter a tradição, após as reflexões, todoscontinuamreunidos no Grande encontro de Samba de Roda com osgruposQuixabeira da Matinha, União do Samba e Sambadores do Nordeste, 20h, na Casa do Samba (Rua Final de Linha, s/n, Comunidade de Quixabeira da Matinha, Feira de Santana).

Em Irará os festejos começam com um desfile dos grupos de Samba de Roda pelos logradouros do município. OS grupos saem de lugares diferentes da cidade e se encontram na Casa do Samba Dr. Deraldo Portela. Dia25/11, 12h, Rua Coronel Eupidio Nogueira S/N- Centro

Em Maragogipe, a festa dura o dia quase todo. A programação começa às 9h, com uma conversa com os mestres do samba de roda, seguida de uma palestra sobre Consciência Negra. Às 12h, será distribuído um caruru e, no início da tarde, um Festival de Samba de Roda coroa a celebração. Local: Casa do Samba D. Cadú, Mercado Municipal Alexandre Alves Peixoto.

Em Salvador, os dias 25, 26 e 27/11 serão dedicados a um seminário sobre o Samba Chula e a participação das Mulheres no Samba de Roda - sempre com a participação de grupos de samba. Casa do Samba Santa Cruz, Rua Padre Augustinho Gomes, 17, Centro Histórico.

A Casa do Samba Zé de Lelinha, emSão Francisco do Conde realiza um workshop sobre figurinos de grupos culturais do município, seguido de uma apresentação dos grupos Samba de roda de São Gonçalo e Filhos de São Francisco. Dia25/11, às 10h, na sede da Casa: Associação Cultural José Vitório dos Reis (Zé de Lelinha), Rua Manoel Ezequiel do Amaral, 71.

Em São Félix, a Praça 2 de julho recebe um Sarau com sambadores, organizado pela Casa do Samba D. Vanjú. Dia25/11, às 19h.

Em São Sebastião do Passé, a programação é iniciada às14h30 com exibição de vídeos da Comunidade Quilombola Palmeira D’água Boa e da Casa do Samba Mestre Raimundo. Em seguida, às 15h, o Grupo Filhos de Araçatiba se apresenta. Sem intervalos, às 16h, uma palestra sobre cultura negra antecede a apresentação do Grupo de Capoeira do CATE (Centro de Atividades e Treinamentos Esportivos). Para finalizar, às 17h, acontece uma palestra sobre o Samba de Roda em São Sebastião do Passé.

Em Saubara, o foco da Casa do Samba Sambadeira Frazinhaé a transmissão do conhecimento às novas gerações: os mestres e mestras do samba de roda visitam escolas públicas para falar aos jovens sobre o samba como identidade cultural. De tarde, é a vez de apresentação dos grupos Raparigas, Raízes de Saubara, Rosário, Barquinha, Raízes de Acupe, Cairu e Geração do Iguape. Dia, 25/11, das 09 às 11h: visitas às escolas. A partir das 14h: roda de samba

Em Terra Nova, a Casa do Samba Mestre Celino realiza o Sarau na Praça São Roque (em frente à Igreja São Roque, Centro), a partir das 15h.

Em Simões Filho, a programação da comunidade quilombola de Pitanga dos Palmares, começou no domingo, 20/11 com apresentações de samba e discussão sobre o papel do negro no mundo atual. Segue até o dia 25/11, de 10h às 14h, com feira de artesanato, encontro de mestres e seus pupilos e palestra sobre a consciência negra com a entrega do troféu Rainha GINGA.

Em Teodoro Sampaio, no dia 25/11, a Casa Do Samba Pedro Joaquim ficará aberta, durante todo o dia para visitação. Será realizado o 1º SEMINÁRIO DE CIDADANIA da Casa do Samba, às 18h30. Na manhã do dia seguinte, para encerrar as comemorações vai ter roda de samba no centro de abastecimento (feira-livre), a partir das 11h.

Clique aqui e veja tabela com a programação detalhada.

Assessoria de Comunicação: Scheilla Gumes - 71 8786 3828

Fonte: ascom/asseba
créditos - login