Saubara - caminho das “Áfricas” no Recôncavo
Publicada em 26-11-2014

O Recôncavo baiano é uma região brasileira de enorme influência africana. Para ali foram trazidos milhares de escravos, sobretudo para trabalharem na produção de cana de açúcar.

Um estudo genético realizado em municípios da região confirmou o alto grau de ancestralidade africana na região. A ancestralidade africana foi de 80,4%, a europeia 10,8% e a indígena 8,8%.

A região foi o berço do samba brasileiro, tendo sido o lugar onde, por volta de 1860, teriam surgido as primeiras manifestações do samba de roda, gênero musical recentemente proclamado como Obra Prima do Patrimônio Oral e Imaterial da Humanidade pela UNESCO. Além do Samba de Roda podemos citar outras manifestações culturais importantes como a Capoeira, o Maculelê a Chegança e o Candomblé a principal religião de Matriz africana.

É nesse contexto que com apoio da Prefeitura Municipal de Saubara que a Associação Religiosa Babá Okê e a Associação Chegança dos Marujos Fragata Brasileira realizaremos diversas atividades dentre do contexto do mês de novembro em referência ao 20 de novembro Dia da Consciência Negra e ao Dia Municipal do Samba de Roda.

Novembro Negro em Saubara.

Dia 27/11/2014 - manhã

Horário: 9 horas

Local: Centro Paraquial

Roda de Conversa 1 :Saubara Caminho das "Áfricas” no Recôncavo.

Dia 27/11/2014 – tarde

Oficinas de Turbante:

Horário: 14 horas

Local: Pastoral da Criança

Oficinas de Bonecos

Horário: 14 horas

Local: Secretaria de Cultura.

Oficinas de Yorubá:

Horário: 14 horas

Local: Secretaria de Cultura.

Dia 28/11/2014 – manhã

Horário: 09 horas

Local: Assoc. Religiosa Babá Okê- Bom Jesus

Roda de Conversa 11 : Musicalidade e Ritmos Afros no Recôncavo.

Horário: 12 horas

Ajeum

Dia 29/11/2014 – Tarde

Horário: 15 horas

Comemoração do dia municipal do Samba de Roda

Lançamento da coletânea de Cd Sambadores e Sambadeiras.

Apresentação dos Grupos de Samba Locais e Convidados.

Local: Praça 13 de Junho- Subida do Taboão.

Esperamos que cada vez mais possamos aprender e entender sobre a nossa africanidade.


créditos - login