Samba de Viola Machete no Recôncavo Baiano
Publicada em 29-04-2015


O Projeto Samba de Viola "Machete” do Recôncavo Baiano, prevê a continuidade do processo de revitalização da feitura artesanal da viola machete e toque, acompanhado de um mapeamento etnomusicológico, com produção de registros audiovisuais em torno dos detentores ainda vivos do saber tradicional da prática da viola machete – os mestres violeiros-sambadores - um instrumento musical fortemente associado à prática do Samba Chula, ou Samba de Viola, que é uma das modalidades mais raras do Samba de Roda do Recôncavo Baiano.

A Viola Machete é um instrumento típico do samba de roda baiano e que, apesar das tentativas, ainda corre risco de desaparecimento. Destaca-se, dentre as ações já realizadas com a Viola Machete:

- A iniciativa do IPHAN que aconteceu em 2005 na cidade de São Francisco do Conde, para a transmissão do saber do Mestre Zé de Lelinha (José Vitório dos Reis), com mais de 80 anos para doze jovens da localidade aprender a tocar viola machete;

- A iniciativa da Associação dos Sambadores e Sambadeiras em 2012, na Casa do Samba em Santo Amaro, quando foi realizada a 1ª oficina de construção de viola machete ministrada pelo Sr. Cabral, na oportunidade também aconteceu a oficina de toque ministrada por Milton Primo e Mestre Celino, onde foram capacitados 60 alunos, sendo 40 na oficina de construção e 20 na oficina de toque e foram produzidas 10 violas machetes.

Nesta edição as oficinas de Viola Machete, acontecerão novamente na cidade de Santo Amaro, Bahia, na sede da Casa do Samba, e se constituirá da seguinte forma:

1ª etapa: Construção das violas e Técnicas para tocá-los, estudo e aprendizado de repertórios dos vários ritmos que constituem o samba de roda. As duas etapas acontecerão no período de 5 meses (maio a outubro de 2015) sempre aos sábados, as oficinas de construção serão pela manhã (09 às 12h) e as de toque a tarde (13:30 as 16:30 h)

2ª etapa: Registro audiovisual dos mestres da viola machete com a produção de um DVD intitulado (em formato de "vídeo-aula”, incluindo um encarte explicativo e didaticamente ilustrado e com tiragem de 1.000 cópias) com a participação dos mestres violeiros-sambadores entrevistados durante a etapa anterior, através de depoimentos e execução de exemplos musicais.

O Samba de Viola Machete do Recôncavo Baiano é parte do conjunto de atividades que festejam os 10 anos de conquista do título conferido pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) de "Obra-Prima do Patrimônio Oral e Imaterial da Humanidade”.

 

É realizado com patrocínio do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura do Estado da Bahia, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia”, por meio do Edital 22/2013 – Setorial de Música 2014 e parceria da Associação de Sambadores e Sambadeiras do Estado da Bahia, Rede do Samba de Roda e Associação Chegança dos Marujos Fragata Brasileira.

Mais informações: 75 8137-5031 75 3241-5126 75 9978-0030


créditos - login