Mulheres sambadeiras convidam a todos para o lançamento do projeto Mulheres do Samba de Roda
Publicada em 03-12-2015



A Asseba convida a todos para o lançamento do CD, DVD e livro Mulheres do Samba de Roda. Mulheres do Samba de Roda está sendo promovido com o patrocínio do Governo do Estado e Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPAC, Fundo de Cultura do Estado da Bahia, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia”, por meio do Edital 16/2013 – Patrimônio Cultural, Arquitetura e Urbanismo.

Registrar a memória de mulheres negras é criar elementos de referência para as novas gerações de sambadores e sambadeiras. A metodologia de transmissão oral se mantém com grandes resultados positivos dentro de um processo histórico e de educação patrimonial. Os novos recursos para pesquisa e aprendizado.

As mulheres integrantes no projeto são das cidades de Dona Berenice de São Francisco do Conde, Dona Bernadete de Simões Filho, Dona Anna e Dona Zelita de Saubara, Dona Aurinda da Ilha de Itaparica, Dona Bete de Arembepe, Dona Chica do Pandeiro de Feira de Santana, Dona Dalva de Cachoeira, Dona Fátima de Conceição do Almeida, Dona Lora de Irará, Dona Santinha de Acupe, Dona Nicinha de Santo Amaro, Dona Rita de Bom Jesus dos Pobres, Dona Madalena de Cruz das Almas e Dona Fiita de Teodoro Sampaio.

Para Galdino Oliveira Souza, Coordenador Geral da Associação dos Sambadores e Sambadeiras do Estado da Bahia-ASSEBA, "Reconhecer a importância feminina no processo de construção da identidade cultural da região a partir de registros é um passo importante na construção de referências históricas e na constituição de um acervo previsto pela ASSEBA e integrado no Plano de Salvaguarda do Samba de Roda".

Dona Madalena, Mestra Sambadeira do Samba do Machucador de Cruz das Almas ressalta as dificuldades enfrentadas para criar os filhos no passado, e hoje agradece a Deus, por participar de um projeto junto com as companheiras do Samba.

O evento integra as comemorações de 10 anos do registro do Samba de Roda do Recôncavo Baiano como Obra Prima do Patrimônio Oral e Imaterial da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura.

O evento ocorre dia 05 de dezembro às 9h, no Centro de Referência do Samba de Roda, a Rua do Imperador, 01, em Santo Amaro.


 


Fonte: Comunicação - ASSEBA
créditos - login