A Casa do Samba Zé de Lelinha convida a todos para nova temporada do Projeto Essa viola dá samba!
Publicada em 05-03-2017

A Associação Cultural Casa do Samba Zé de Lelinha convida a todos os interessados para o evento de lançamento da nova temporada do Projeto Essa viola dá samba! O Projeto iniciou suas atividades em 2014 com o objetivo principal de resgatar a feitura artesanal da viola machete em São Francisco do Conde e reinseri-la nos grupos e comunidades de Sambadores que praticam o samba chula, vertente do samba de roda do Recôncavo da Bahia. Neste período, 10 alunos concluíram o curso de Lutheria ministrado pelo Luthier Pernambucano Rodrigo Veras e foi formado um grupo produtivo capacitado para construir esse tipo de viola de origem Ibérica além de outros instrumentos de cordas dedilhadas. Neste ínterim, sob orientação do Violeiro Milton Primo, 16 alunos receberam aulas de execução instrumental da viola machete e seu repertório ancestral seriamente ameaçado de extinção.

Desde o início de suas atividades, a Luthieria produziu mais de 30 instrumentos comercializados para vários estados, contemplou cinco Mestres Violeiros do Recôncavo que não possuíam o instrumento com a doação de violas machete, protagonizou documentários para redes de TV, incrementou a renda dos seus artesãos e fez surgir uma nova geração de violeiros na região, preservando as técnicas tradicionais típicas da região de São Francisco do Conde, celeiro de célebres violeiros a exemplo de Zé de Lelinha, Cafuné e Zezinho de Campinas.

O Projeto inicia o ano de 2017 de fôlego renovado objetivando fortalecer, aprimorar, consolidar e proporcionar o incremento de renda ao grupo produtivo de 05 (cinco) artesãos formados no Projeto (2014-2016), contribuir para a salvaguarda do samba chula na região ensinando a 20 (vinte) jovens e adultos a execução instrumental da viola machete, dar maior visibilidade ao Projeto circulando na rede do samba de roda, na rede de ensino público do município, Universidades e cidades circunvizinhas através da ação: CINEMA, SAMBA E VIOLA, além de incentivar e colaborar com a formação do Samba Chula Mirim Flores da Pitanga formado por 15 crianças da comunidade, totalizando 40 (quarenta) jovens e adultos contemplados diretamente com o projeto.

Na oportunidade, informamos aos interessados que ainda encontram-se abertas vagas para o Samba Chula Mirim ( 8 a 16 anos, para a orquestra percussiva e sambadeiras mirim) basta se dirigir à Associação Cultural Zé de Lelinha, Avenida Manoel do Amaral 71 Pitangueira São Francisco do Conde
O Projeto Essa viola dá samba! conta com o apoio do Rumos Itaú Cultural
@ItauCultural #rumos #itaucultural

Participação do Samba Chula Mirim Flores da Pitanga e Samba Chula Filhos de Zé de Lelinha

O QUE?: Lançamento do Projeto Essa Viola dá Samba!

ONDE : Auditório do SINDESEFRAN – Rua Ministro Bulcão Viana 07 - São Francisco do Conde
QUANDO: 10 de março de 2017 - 14:00 h


ENTRADA GRÁTIS

créditos - login