Casa do Samba de Dona Dalva será reinaugurada em Cachoeira
Publicada em 11-08-2011

No dia 14 de Agosto (domingo), às 15h30, acontece na Casa do Samba de Dona Dalva (Rua Ana Néri, nº 19, Centro, em Cachoeira, Bahia) a festa que celebra parceria entre a Casa do Samba de Roda de D. Dalva e a Asseba (Associação dos Sambadores e Sambadeiras do Estado da Bahia). O investimento da Asseba inaugura um nova dinâmica de atividades da Casa, que terá seu público bastante ampliado.

Através da parceria, a Casa do Samba de Dona Dalva adquiriu instrumentos musicais, equipamentos eletrônicos para estúdio de gravação, mobiliário, computadores, impressora, câmera fotográfica, filmadora, material de escritório. Conseguirá, ainda, manter uma programação de oficinas. Passa a integrar a Rede do Samba de Roda da Bahia e torna-se a Casa de todos os grupos da cidade: Caquende, Filhos da Barragem, Esmola Cantada, Filhas de Yamim, Flor do dia, Geração do Iguape e Suspiro do Iguape.

A contribuição de Dona Dalva foi fundamental para que, em 2005, o samba fosse proclamado "Obra-Prima e Patrimônio Imaterial da Humanidade" pela UNESCO. Da Associação Cultural do Samba de Roda "Dalva Damiana de Freitas”, em parceria com a Associação de Pesquisa em Cultura Popular e Música Tradicional do Recôncavo, em 2004, partiu a solicitação para registro do samba no livro das formas de expressão do patrimônio brasileiro.

Junto com o fortalecimento da Casa do Samba de Dona Dalva estão sendo criadas mais 13 Casas do Samba no Recôncavo Baiano, que integram a Rede do Samba de Roda da Bahia. O valor do investimento para implantar ou incrementar as Casas é de R$ 400.000,00 (Quatrocentos mil reais), divididos entre todas elas. As Casas estão localizadas em Feira de Santana, Antonio Cardoso, Maragojipe, São Félix, Saubara, São Francisco do Conde, São Sebastião do Passé, Teodoro Sampaio, Conceição do Jacuípe, Cachoeira, Terra Nova, Irará, Salvador e Simões Filho.

O fortalecimento da Rede do Samba de Roda da Bahia tornou-se possível através do Projeto Pontão do Samba, coordenado pela Associação dos Sambadores e Sambadeiras do Estado da Bahia (ASSEBA). O projeto é parte do plano de salvaguarda do samba de roda e conta com as parcerias do IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e da SCDC – Secretaria de Cidadania e Diversidade Cultural (Programa Cultura Viva/Ministério da Cultura).

D. Dalva Damiana de Freitas tem lugar de destaque na história do Samba de Roda da Bahia. Operária da indústria fumageira, que de uma idéia criativa para homenagear as festas religiosas de Cachoeira criou entre as amigas charuteiras um legado para as futuras gerações de sambadores: o Samba de Roda Suerdieck.

A "Casa do Samba de Roda de D. Dalva” foi inaugurada em 22 de novembro de 2009. O espaço abriga uma exposição de fotografias e indumentárias de baianas e tocadores, instrumentos dos Sambas de Roda Suerdieck e Mirim "Flor do Dia”. Tem também espaço para palestras e apresentações musicais.

A ASSEBA funciona na Casa do Samba de Santo Amaro, instalada no Solar Subaé, antiga mansão do Século 19 que foi totalmente restaurada, em Santo Amaro/BA. Surgiu em 17 de abril de 2005, a partir desse movimento deflagrado pelos grupos de samba de roda do Recôncavo Baiano. Hoje conta com quase 100 grupos de samba associados e envolve aproximadamente três mil pessoas em suas atividades. O movimento ganhou corpo, estimulado por uma série de pesquisas realizadas pelo Instituto do Patrimônio Historio Artístico Nacional (IPHAN) para constituição do dossiê sobre o samba de roda.

Programação na Casa do Samba de Dona Dalva:

15h30 – Abertura

Mestre Dalva Damiana/Samba de Roda Suerdieck, Mestre João Silva (Rochedo)/ Samba de Roda Filhos da Barragem, Maria Lúcia/ Esmola Cantada, Wagner da Cruz/ Samba Filhos do Caquende, Ananias Viana/ Suspiro do Iguape, Nildo/Geração do Iguape , Samba Filhas de Yamim, Saliha Rachid/Representante da Secretaria de Cultura da Bahia no Recôncavo, Ana Olga/ Samba de Roda Mirim Flor do Dia

16h - Apresentação dos respectivos grupos de Samba de Roda

AGENDA PRÓXIMAS INAUGURAÇÕES:

\n 12 de Agosto - Casa do Samba Mestre Raimundo\n Av. São Sebastião, Nº 103, Centro\n São Sebastião do Passé\n \n 13 de Agosto - Casa do Samba Mestre Pedro Joaquim\n Av. Castelo Branco S/N- Centro\n Teodoro Sampaio\n \n 14 de Agosto - Casa do Samba Mestre Domingos Saul\n Rua Teodoro Sampaio, S/N- Centro\n Conceição Do Jacuípe\n \n 14 de Agosto - Casa do Samba de Roda Dona Dalva\n Rua Ana Néri, Nº 19, Centro\n Cachoeira\n \n 20 de Agosto - Casa do Samba Mestre Celino\n Rua Flávio Godofredo Pacheco Pereira, Nº 27- Centro\n Terra Nova\n \n 21 de Agosto - Casa do Samba Dr. Deraldo Portela\n Rua Coronel Eupidio Nogueira S/N- Centro\n Irará\n \n Salvador e Simões Filho também terão Casas do Samba, mas ainda não confirmaram data de inauguração.\n

Mais informações:

Projeto Rede do Samba: \n Luciana Barreto/Asseba: 75 3241-5126 / 75 9147 8507 / 75 8178 1891 / www.asseba.com.br

Casa do Samba de Dona Dalva:

Any Manuela Freitas: 75 8841-7501 / e-mail: sambasuerdieck@hotmail.com

www.myspace.com/sambaderodasuerdieck

www.sambasuerdieck.zip.net

Assessoria de Comunicação:

Scheilla Gumes (DRT/BA-2204) – 71 8786 3828/scheilla.gumes@gmail.com| Gota Serena Com e Cultura

Foto: Francisca Marques
Fonte: ascom/asseba
créditos - login